menu
QUEM SOMOS PORTIFÓLIO SOLUÇÕES INTEGRADAS GOVERNANÇA COMUNICAÇÃO CONTATO
Trabalhe Conosco   |    Colaboradores   |    Clientes   |    Fornecedores       

8 dicas para melhorar a sua resiliência



Enfrentar desafios contínuos e evitar o esgotamento requer resiliência. Considere estas dicas de especialistas para desenvolver e refinar essa habilidade essencial.

Os líderes e suas equipes, na maior parte dos casos, demonstraram incrível diligência e perseverança nos últimos dois anos, não apenas superando os desafios lançados, mas muitas vezes superando-os para fornecer recursos revolucionários para suas organizações.

resiliência

“Quando estamos exaustos e esgotados, não podemos pensar grande”, diz Adam Markel , autor do livro, Change Proof: Alavancando o Poder da Incerteza para Construir Resiliência de Longo Prazo. “E os profissionais precisam ser constantemente maiores do que os problemas apresentados. Eles têm que ser capazes de pensar fora dos limites de qualquer desafio ou problema que esteja chegando a eles”, complementa o autor.

Para desenvolver resiliência, é importante entender o que é – e o que não é. “Resiliência é, realmente, sobre como recarregamos, não sobre como resistimos”, diz Markel. “A resiliência não é sobre a capacidade de se recuperar. Resiliência é sobre essa capacidade de saltar para a frente.”

Tão importante quanto isso, a resiliência não é talento inato. É algo que podemos desenvolver. “A resiliência é uma coleção de habilidades e hábitos, e é uma prática”, diz Anne Grady, palestrante, consultora e autora de Mind Over Moment: Harness the Power of Resilience. “A resiliência não é uma daquelas coisas que você tem ou não tem. É uma prática contínua de cultivar hábitos que fortalecem seu músculo de resiliência”.

8 dicas para construir resiliência

Continue a leitura e conheça oito práticas que você pode adotar agora para melhorar sua resiliência daqui por diante.

1. Abrace o desconforto

Defina metas de alongamento. Assuma um papel ou tarefa que o assusta. Diga sim às oportunidades fora da sua zona de conforto. Praticar coisas desconfortáveis ​​– e superá-las – aumenta a resiliência.

2. Peça ajuda

Isso é algo que você pode praticar ao tentar coisas novas que podem ter um efeito composto. Se você não tiver certeza de como fazer algo, peça orientação – é uma habilidade fundamental para acompanhar a mudança. Além disso, “quando você faz perguntas, você o torna o seu entorno um local seguro para outras pessoas fazerem perguntas”. “Em última análise, isso ajuda a promover ainda mais colaboração em sua equipe”.

3. Crie rituais de recuperação

Situações estressantes podem esgotar sua capacidade mental, emocional, física e espiritual. Quem deseja aumentar sua resiliência pode criar rituais que lhe permita recuperar essa capacidade perdida.

“Gosto de usar essa analogia: eles têm que desacelerar para acelerar”, diz Markel, comparando um pit stop na Fórmula 1. “Mentalmente, emocionalmente, fisicamente, espiritualmente; trata-se de escolher uma área e depois se comprometer com uma prática, um ritual para encontrar tempo para se recuperar.”

Isso pode significar passar dez minutos em silêncio, fazer uma caminhada de vinte minutos, reservar um tempo para uma refeição saudável, fazer uma pausa para se exercitar ou praticar ioga ou tirar uma soneca. “Mesmo uma prática de três respirações lentas e profundas, que leva dois minutos, é um ritual de recuperação quando é programado a cada hora. Você está recarregando seu cérebro”, diz Markel. “Temos que ir e voltar rotineiramente entre nossas zonas de energia e nossas zonas de recuperação para recarregar e reabastecer e, finalmente, poder percorrer a distância.”

4. Economize sua energia

Tão importante quanto reservar tempo para atividades que o reabastecem é eliminar aquelas que o esgotam. “Identifique as atividades que o esgotam e faça um plano semanal para minimizá-las”, aconselha Grady. “Fazer isso permite que você mantenha sua saúde física e mental, independentemente do que está acontecendo ao seu redor, tornando-o mais propenso a lidar com o estresse de maneira positiva.”

Enquanto você está nisso, trabalhe na aceitação, economizando sua energia para o que mais importa. “Não invista energia emocional em situações que não podem ser alteradas”, diz a coach de desempenho Ann E. Wagner. “Vá com o fluxo”.

5. Pratique a atenção plena

Muitos consideram as práticas de atenção plena ou meditação particularmente eficazes para melhorar a resiliência. “Mindfulness significa simplesmente prestar atenção de propósito, aprender a observar seus pensamentos e emoções sem se deixar levar por eles e ter tempo para ficar quieto”, explica Grady. “Por exemplo, meditar 12 minutos por dia, literalmente, reconecta seu cérebro, melhora a saúde física e mental e leva a uma maior resiliência”.

6. Confie em sua equipe

“Como membro de uma equipe, é importante incentivar as pessoas ao seu redor e criar oportunidades para que cresçam e se aprimorem”. 

“Confie neles para tentar, falhar e aprender com esses momentos, para que possam evoluir profissionalmente”. “Esse tipo de experiência prática os capacita, construindo equipes mais fortes e autônomas, o que acaba tornando um time melhor”.

7. Defina – e aplique – limites

“Não se esqueça: o equilíbrio é a chave para a resiliência a longo prazo”. “Tanto quanto você puder, tente separar sua vida pessoal e profissional, mas certifique-se de trabalhar duro em ambas”.

É fundamental ter tempo para o que é importante para você. “Ficamos realmente ótimos em priorizar nossas agendas, mas somos péssimos em agendar nossas prioridades”, diz Grady. “Agende tempo em seu calendário para coisas que são importantes para você durante a semana e proteja esse tempo”.

8. Pratique a gratidão

“Nosso cérebro começa a escanear o ambiente em busca do que está em mente. Se você está procurando por coisas boas, é muito mais provável que encontre”, diz Grady.

Criar o hábito de observar pelo que você é grato traz retornos reais. “Fazer isso com frequência mudará literalmente a estrutura e a função neural do seu cérebro, compensando seu viés de negatividade”, diz Grady. “Também produz dopamina e serotonina, que melhoram seu humor e acalmam seu sistema nervoso. Você se encontrará em uma espiral positiva, em vez de negativa.

© Copyright - MKS - Todos os direitos reservados